quinta-feira, 31 de março de 2011

Wicked Lovely - Amores Rebeldes

Regra #3 - Não olhar para fadas invisíveis.
Regra #2 - Não falar com fadas invisíveis.
Regra #1 - Nunca chamar a atenção delas.

Desde que nasceu, Aislinn sempre viu fadas. Poderosas e perigosas, elas caminham entre os mortais. Aislinn tenta passar despercebida pois estes seres não gostam de ser descobertos e costumam castigar com crueldade as pessoas que detectam a sua presença. Agora as fadas perseguem Aislinn.

Wicked Lovely não é um típico conto de fadas, muito pelo contrário, é o resultado de uma extensa pesquisa sobre o mito das fadas em que é descrito fielmente o seu mundo fantástico. Não são as típicas fadas que conhecemos, pois existem várias raças que diferem uma das outras.


Aislinn (ou Ash) é uma típica estudante adolescente que esconde um segredo, que quando é revelado começa a sentir-se perseguida. O livro é contado na terceira pessoa, mostrando Aislinn, com os seus amigos e dilemas; e a perspectiva de Keenan, o Rei do Verão que nos mostra a sociedade das fadas, nomeadamente da família real e as traições internas que se descobrem ao longo do livro.

O livro foi uma boa surpresa, pois expõe-nos muito bem o mundo das fadas. Cada capítulo começa com uma citação de um livro cujo tema é de fadas, que afecta o capítulo em si. O enredo é bastante bom e bem estruturado, a escrita é acessível e as personagens estão muito bem construídas. No entanto nem tudo são rosas.

Enquanto no primeiro acto expõe-nos o mundo mortal e das fadas de Wicked Lovely, é nos dito as regras que Ashlinn segue à risca constantemente, que ao avançar nos capítulos começa a enjoar um pouco. No segundo acto, o enredo tem um bom ritmo não mostrando cenas pausadas ou de muita conversa. Tem um bom antagonismo, seja ele físico e emocional, pois a protagonista desde o inicio que sente medo que mais tarde desenvolve com credibilidade. As  restantes personagens desenvolvem a um bom ritmo, o que é bastante agradável. Contudo neste acto é nos dito constantemente o quanto especial Aislinn é (sem revelar spoilers), o que mostra uma certa repetição e sentimos de devemos parar a leitura para outro dia.
"Wicked Lovely" é um romance sobrenatural bem escrito e estruturado, com um enredo inteligente e também uma grande diversidade de personagens. Em resumo, foi uma boa surpresa. Contudo só recomendo a quem gosta de fadas, porque para quem não gosta do género duvido que este livro lhe mude de ideias.

Nota: 8
O que é agradável: A descrição do mundo das fadas. A sociedade secreta das Fadas. As personagens desenvolvem com credibilidade. A desenvolvimento da história.
O que é desagradável: O arranque é um pouco lento. Durante o primeiro e o segundo acto é nos dada sempre a mesma informação, o que enjoa um pouco.

Sem comentários:

Enviar um comentário